Notice: Undefined offset: 2 in /home/fagali/www/wp-content/plugins/visitors-online-pro/visitors-online-pro.php on line 346

Notice: Undefined offset: 1 in /home/fagali/www/wp-content/plugins/visitors-online-pro/visitors-online-pro.php on line 346
Não bastasse a Dove, agora a Nivea também se envolve em propaganda acusada de racista. Produto promete branquear a pele negra. - FAGALI advocacia
Fagasclipping

Não bastasse a Dove, agora a Nivea também se envolve em propaganda acusada de racista. Produto promete branquear a pele negra.

Fagasclipping: Análise jurídica da FAGALI sobre atualidades e licitações


Nivea promete branquear a pele negra

Propaganda acusada de ser racista !


Não bastasse a Dove, agora a Nivea também se envolve em propaganda acusada de racista



Direito Público, Direito Publicitário e da Comunicação, Compliance, Direito Anticorrupção, Direito Eleitoral e Direito ParlamentarFAGALI, Direito Público, Direito Publicitário e da Comunicação, Compliance, Direito Anticorrupção, Direito Eleitoral e Direito Parlamentar, advogado agencia publicidade, programa de integridade, compliance social, pró-ética

 

               

                    Pois é pessoal….

 

                    Mal postamos aquele clipping sobre a peça publicitária da Dove (ver aqui !), e já temos mais um (triste) exemplo quase que idêntico….

 

                    Vejam as reportagens abaixo, respectivamente da Adnews e da inglesa Independent.

 

                    O vídeo da peça publicitária pode ser encontrado no link (acompanhe nosso canal do Youtube aqui !) :

 

 


Nivea promete branquear pele negra e é acusada de racismo

 

19.10.2017 – Redação Adnews
(versão original em inglês, transcrita ao final do clipping)

 

                    Com certa recorrência, marcas de beleza são acusadas de racismo. Depois de Dove ser obrigada a pedir desculpas após mais uma polêmica (veja aqui), é a vez da Nivea se ver em maus lençóis. Veiculada na Nigéria, Gana, Camarões e Senegal, uma campanha chocou a África, a Europa e a internet.

 

                    No filme, uma mulher negra aparece de toalha e passa com tranquilidade a loção que promete embranquecer a pele, tornando-a, segundo a empresa, “visualmente mais leve”.

 

                    Em uma estratégia que não se limitou apenas às peças publicitárias, a companhia também investiu no OOH com outdoors que reforçam o mote da propaganda.

 

                    Estarrecida com o caso, a web começa a se pronunciar nas redes sociais.

 

Fim !

 

Obs.   Conte conosco, da FAGALI advocacia, para qualquer esclarecimento adicional ou caso precise de qualquer auxílio jurídico relacionado ao Direito Público, ao Direito Publicitário e da Comunicação, ao Compliance, ao Direito Anticorrupção, ao Direito Eleitoral e/ou ao Direito Parlamentar  (atendimento@fagali.com, ou pelo telefone: 11 3251.2921).

Obs-2.   Para se manter sempre atualizado com as novidades relacionadas às nossas áreas de atuação, bem como receber os artigos por nós produzidos, cadastre-se aqui em nosso site e nos siga em nossas redes sociais: LinkedInInstagramYoutubeFacebook  Spotify.

 

 

____________________________________________________

versão original em inglês:

Nivea lotion advert branded ‘racist’ on social media

19.10.2017 – Independent

                    It implies that a black model uses the moisturiser to lighten her skin and has appeared in several African countries

                    A Nivea advert that features a black woman using the company’s product with the tagline ‘visibly lightens’ has been branded “racist”.

                    Social media users have called the advert, which has appeared in Nigeria, Ghana, Cameroon and Senegal, “racist” and “colourist” and urged that it be taken down.

                    Former Miss Nigeria Omowunmi Akinnifesi appears in the advert for the moisturising lotion, “Natural Fairness”, and in the video version she says that “visibly fairer skin” makes her feel younger. Her skin appears to lighten as she applies it.

                    On Twitter, users have expressed their anger at the advert with many using the hash tag #PULLITDOWN to demand its removal.

                    London-based entrepreneur William Adoasi wrote on the social media platform: “This is why black businesses need to rise up and cater for our needs. Nivea can’t get away with pushing this skin lightening agenda across Africa. Appalling.”

                    Nivea’s controversial ad campaign follows the criticism directed at Dove last week for their body wash Facebook advert, which showed a black woman taking off her t-shirt to reveal a white woman underneath.

                    Dove apologised for its advert, writing on Twitter: “An image we recently posted on Facebook missed the mark of representing women of colour thoughtfully. We deeply regret the offence it caused.”

                    The model in the Dove advert subsequently wrote in The Guardian about her decision to take part in the campaign explaining that its original message was promoting diversity and that the viral snapshots from the advert were taken out of context.

                    Nivea’s parent company was not immediately available for comment.

error: Content is protected !!